topo_superior

Lhasa Apso

Indique o site Recomende esta página para um amigo                Voltar Voltar para Raças de Cães



Informações sobre a raça
Origem: Século VII        País: Tibet
Altura: 25-28 cm Peso: 6-7 Kg
Grupo FCI*: 9 Grupo AKC*: 6
Cor: Preto
Marrom
Dourado, Branco e Colorido
Tipo de pêlo: Longo e Espesso
Grau de proteção: Moderado Necessidade de Tosa: Alguma
* FCI: Fédération Cynologique Internationale; AKC: American Kennel Club

Características

O Lhasa Apso é alegre e muito bom para as crianças. Pequeno, pode ser um bom cão de alerta. Adapta-se bem a qualquer espaço, seja em quintais ou dentro de apartamentos. Por tudo isso, é considerado um excelente cão para toda a família.

No Tibet, seu país de origem, o Lhasa Apso era um presente do Dalai Lama a seus convidados de honra. Talvez por isso exista até hoje a crença de que quem é presenteado com um Lhasa Apso ganha sorte para a vida inteira.

Com uma pelagem longa, densa e áspera, o Lhasa Apso não deve ser confundido com o Shih Tzu. Seus pêlos, que podem variar do branco ao preto, chegam a cobrir seus olhos e exigem muitos cuidados do dono. A escovação deve ser diária e cuidadosa.

Histórico

O Lhasa Apso nasceu no Tibet e também é conhecido como Lhasa Tibetano ou ainda "Jóia do Tibet". Acredita-se que a raça descenda do Mastiff Tibetano. O termo "apso" foi dado a esta raça porque sua pelagem era semelhante à das cabras pastoreadas pelos monges tibetanos. O Lhasa Apso era muito bem conceituado em sua terra natal, sendo criado em palácios e templos.

É muito comum confundir esta raça com o Shih Tzu, cão originário do oeste da China. Isso porque, no passado, o Dalai Lama do Tibet tinha costume de presentear seus convidados de honra com Lhasas — enquanto na China os governantes davam o pequeno Shih Tzu. Especula-se que tenham acontecido cruzamentos inter-raciais com o Lhasa Apso fora do Tibet. No entanto, é possível diferenciar claramente o Shih Tzu e o Lhasa Apso, observando, por exemplo, o focinho e a cauda.

Perfil Clínico

O Lhasa Apso está predisposto às seguintes doenças:

Epífora
Drenagem anormal da lágrima que passa a escorrer pelo canto do olho e consequentemente mancha o pêlo da região.

Atopia
Predisposição em desenvolver hipersensibilidade cutânea a alérgenos presentes no ambiente.

Síndrome das Vias Respiratórias do Animal Braquiocefálico
É uma obstrução parcial das vias respiratórias superiores resultante da conformação da cabeça do animal.

Cerato-Conjuntivite Seca
É uma deficiência na produção da lágrima resultando no ressecamento e inflamação da córnea e da conjuntiva ocular.

Prolapso da Glândula da Terceira Pálpebra (Olho de Cereja)
Eversão e exposição da Glândula Lacrimal da Terceira Pálpebra devido a uma fraqueza do ligamento fibroso que a mantém em seu lugar, levando à sua visualização, no canto do olho, em forma de "cereja".

Hidrocefalia
Dilatação do sistema ventricular no encéfalo devido a uma acumulação excessiva de fluido cerebroespinhal (liquor) ...leia mais

Úlcera de Córnea
A perda total do epitélio corneal com a perca, pelo menos em parte, do estroma corneal é denominada Úlcera de Córnea. ...leia mais

R. São Benedito, 2160 - Bairro N. S. da Paz
(17) 3121-6030 - Ramal 9 - clinica@vilanova.vet.br
Todos os direitos reservados www.vilanova.vet.br 2009-2014